Coaching o que é: 27 Perguntas frequentes

by | Atualizado em 2 de Março de 2024

  1. Início
  2.  ▶ 
  3. Fundamentos
  4.  ▶ Coaching o que é: 27 Perguntas frequentes

DÚVIDAS SOBRE COACHING

FAQ´s

Se está curioso sobre o mundo do coaching e quer esclarecer as suas dúvidas está no sítio certo. Neste artigo, compilámos 27 perguntas frequentes e vamos explorar as suas respostas. Se quer saber mais sobre o que é coaching, como funciona, para que serve, e o que faz um coach, continue a ler.

Através de perguntas e respostas claras e concisas vamos dar-lhe a oportunidade de saber mais. Descubra como este processo pode transformar a sua jornada pessoal e profissional, e trazer benefícios à sua vida.

Perguntas frequentes sobre coaching
Resumo do Conteúdo

Perguntas sobre coaching: o que é e para que serve

1. O que é o Coaching?

Segundo a International Coaching Federation (ICF), é a construção de uma parceria entre o coach e os seus clientes. Sendo que, esta parceria se estabelece num processo estimulante e criativo que os inspira a maximizar o seu potencial pessoal e profissional.

2. Como Funciona?

É um processo que visa apoiar pessoas a atingir os seus objetivos. Nesse sentido, explora as suas habilidades, potenciais e recursos internos, através de conversas estruturadas e orientadas pelo coach. No fundo, é uma conversa entre duas pessoas, onde o coach é o ouvinte e o cliente é a pessoa que fala.

O propósito desta interação é apoiar o cliente (coachee) a estruturar a sua forma de pensar relativamente a um tema específico. Desta maneira, este poderá identificar um problema, clarificar dúvidas, tomar decisões ou planear eventuais ações para alcançar as metas definidas por si. Para apoiar este processo o coach usa o questionamento poderoso e outras técnicas e ferramentas de coaching.

3. Qual a diferença entre coaching e terapia?

A terapia foca-se no tratamento de problemas emocionais e psicológicos associados ao passado.

O coaching não trabalha com questões ou traumas do passado, essa é a área de intervenção da psicologia e da psicoterapia. Pelo contrário, foca-se no presente e nos objetivos do cliente para o futuro, nas suas aspirações e necessidade de realização.

O papel do coach é apoiar o cliente na sua autodescoberta, desenvolvimento pessoal e melhoria de desempenho. Por isso, coach incentivando-o a avançar e a estabelecer as suas próprias metas pessoais e profissionais.

4. Qual a diferença entre coaching é consultoria?

A consultoria baseia-se na partilha de informações e conhecimentos. O consultor, como especialista num assunto, fornece respostas e propõe uma solução para o cliente implementar. 

Ora, um coach pode, ou não, ter formação ou experiência na área que o cliente quer trabalhar na sua jornada. É um especialista na condução do processo de coaching. Por isso, pode apoiar o seu cliente no desenvolvimento de variadas as áreas da sua vida ou do seu negócio. Mas, não oferece soluções de aconselhamento. 

Um coach ajuda o cliente a estruturar as suas ideias. Estimula-o a encontrar as suas próprias respostas e a integrar as mudanças para atingir os seus objetivos. 

5. Qual a diferença entre o coaching e o mentoring?

Um mentor usa a sua experiência adquirida a lidar com desafios semelhantes para aconselhar o cliente. 

O coach acredita que cada indivíduo tem a capacidade de encontrar soluções para seus próprios desafios. Nesta perspetiva, o cliente apenas precisa de ser desafiado e apoiado no caminho de descoberta das soluções.

6. Coaching para quê?

Todas as pessoas têm objetivos que desejam alcançar, desafios que se esforçam para superar, e momentos em que se sentem bloqueadas. A parceria com um coach pode fazer a diferença. Pois, irá estimulá-lo a encontrar o caminho para uma maior realização pessoal e profissional.

Os temas de coaching são infindáveis. O assunto pode centrar-se, por exemplo em:

  • objetivos futuros que o cliente queira alcançar;
  • formas sustentáveis de manter uma relação pessoal feliz;
  • ações para melhorar o seu perfil como gestor;
  • métodos para reorganizar o dia-a-dia;
  • entre outros.

Qualquer que seja o assunto, o fundamental é que este deve ser importante para o cliente.

Desta forma, um processo de coaching profissional pode trazer uma ampla gama de benefícios:

  • maior autoconsciência,
  • desenvolvimento de habilidades,
  • melhoria dos relacionamentos,
  • aumento da confiança,
  • inteligência emocional,
  • realização de metas e maximização do potencial pessoal e, ou profissional.

7. Em que é que o coaching pode ajudar?

Pode ajudar a definir metas claras e a refletir sobre como chegar aos resultados desejados. Desta forma, poderá identificar obstáculos, desenvolver estratégias eficazes e manter o foco e a motivação necessários para alcançar os objetivos.

Este processo pressupõe que cada pessoa tem a capacidade para atingir os objetivos a que se propõe, acedendo ao seu potencial interno. Esse potencial pode manifestar-se nas mais variadas formas, entre as quais:

  • Autoconhecimento: Reconhecer os pontos fortes e passando a agir consistentemente a partir deles.
  • Desenvolvimento pessoal: Revelar uma melhor versão pessoal em diversas áreas da sua vida.
  • Enfrentar processos de mudança: Tomar decisões mais intencionadas, em contextos de alterações na carreira. Voltar a mercado trabalho, ou aceitar novos desafios. Encontrar formas de lidar com circunstâncias novas e desconhecidas.
  • Crescimento profissional: criar mais impacto nas pessoas, nos negócios e na cultura da organização.
  • Melhorar a liderança: Passar a agir em sincronia, alinhado com um propósito comum e com objetivos partilhados. Gerar maior impacto no sucesso da organização.

8. Quem precisa de coaching?

Como sabemos, muitas pessoas saíram-se muito bem nas suas vidas, pessoais e profissionais, sem recorrerem ao coaching. Então, em certo sentido, ninguém precisa de coaching, uma vez que é possível alcançar resultados sem esse processo. No entanto, muitas pessoas querem um coach porque querem beneficiar do processo de coaching. 

O coaching acelera as coisas. É um processo que ajuda a estruturar ideias, a transformar sonhos em objetivos, e a definir ações para os atingir. Nesse sentido, pode ser muito útil a pessoas que:

  • se sentem estagnadas ou insatisfeitas na sua vida pessoal ou profissional,
  • enfrentam desafios persistentes,
  • têm dificuldade em alcançar metas ou em tomar decisões;
  • ou desejam um maior desenvolvimento pessoal ou profissional.

9. Porque tantas pessoas querem coaching?

Uma das razões prende-se com a complexidade da vida moderna. A maioria das pessoas hoje quer viver a sua vida com mais propósito, por exemplo:

  • Ser independentes financeiramente, mas manter um equilíbrio saudável com a sua vida pessoal;
  • Encontrar um trabalho que esteja alinhado com seus valores fundamentais e que seja uma expressão de quem eles são;
  • Descobrir a forma de se sentirem realizadas, estarem bem e felizes, à sua maneira e num padrão definido por si;
  • Como gestores querem sentir-se líderes na sua área de atuação, e não apenas um chefe;
  • Tomar decisões para os seus negócios com mais consciência de si mesmos, dos seus valores e objetivos.

Além disso, o ser humano é muito eficiente a enumerar tudo aquilo de que não gosta e não quer. Mas, muitas vezes, tem dificuldade em identificar o que quer em vez disso e como o alcançar. Por isso, o coaching é um caminho de desafio, descoberta e crescimento, rumo ao que se pretende. Um processo eficaz que, cada vez mais, tantas pessoas querem experienciar.

10. O Coaching é adequado para todos?

Há partida sim, será adequado para qualquer pessoa. No entanto, embora possa beneficiar muitas pessoas, nem todos estão prontos ou dispostos a envolver-se com um processo de coaching.

É fundamental ter a mente aberta e estar comprometido com o processo para obter resultados significativos.

O que é um coach: o que faz, e não faz, competências, como escolher

11. Qual o papel do Coach?

O Coaching pressupõe que cada indivíduo tem a capacidade de encontrar soluções para os seus desafios, a partir de si mesmo. Por isso, um bom coach confia no potencial dos seus clientes e não resolve os seus problemas, nem dá soluções. 

O papel do coach profissional é apoiar o cliente no processo de descoberta das suas respostas. Para estimular a reflexão do cliente, faz uso de perguntas poderosas, e de outras ferramentas de coaching. Este é um processo colaborativo de escuta ativa.

Um coach abre o espaço para que o seu cliente se conecte com a sua essência interior. Para que conheça os seus pontos fortes e os seus valores naturais e descubra um caminho que é exclusivamente seu. Os clientes são os especialistas nas suas próprias vidas.

 

12. O que faz um coach?

Um coach mantém o espaço de aceitação total para si mesmo, e para os seus clientes. Para tal, cria um ambiente de proteção e de confiança para que estes se possam desenvolver enquanto seres humanos únicos que são. Deste modo, proporcionando a autodescoberta e a reconexão com as verdades mais íntimas sobre si mesmos. Isto é, as suas qualidades e o seu propósito de vida.

Um coach também apoia o cliente no alinhamento consciente entre:

  1. o que hoje é (estado atual);
  2. as decisões e ações cotidianas para alcançar o que quer ser no futuro (estado desejado).

Um coach faz perguntas poderosas, para:

  • permitir ao seu cliente escolher o que quer,
  • o que está preparado para fazer,
  • e aquilo com que se quer comprometer no presente. 

Desta forma, contribuiu para que o cliente se permita refletir, e eleve o seu nível de consciência.

13. O que um bom coach não faz?

É importante saber que um Coach NÃO vai:

  • Julgar o cliente, os seus desafios específicos, ou as suas opções.
  • Dar conselhos, porque o cliente tem o potencial para encontrar as suas próprias respostas. O coach funciona como um bom ouvinte, e recorre a uma mentalidade de principiante.
  • Salvar os seus clientes. Um coach faz perguntas, não é uma muleta com respostas.
  • Envolver-se nos problemas do cliente.
  • Definir uma agenda para o cliente, pois é este quem define as suas prioridades.
  • Dar soluções, porque a jornada é do cliente.

14. Quais as habilidades chave que um coach deve possuir?

As habilidades chave incluem:

  • parceria com o cliente,
  • capacidade de estabelecer acordos,
  • escuta ativa,
  • formulação de perguntas poderosas,
  • empatia,
  • comunicação eficaz,
  • estabelecer de metas,
  • capacidade de criar confiança e rapport,
  • manter a presença,
  • promover consciencialização,
  • respeitar diretrizes éticas.

15. Quais os princípios éticos que um coach deve seguir?

Os princípios éticos que um bom coach deve seguir incluem:

  • respeito,
  • integridade,
  • confidencialidade,
  • atuação imparcial,
  • evitar conflito de interesses,
  • manter os melhores interesses do cliente como prioridade,
  • garantir a responsabilidade e a competência profissionais.

Esses princípios garantem que o coach atua de forma ética em todas as interações com os clientes.

16. Como escolher o coach certo para mim?

Para escolher o coach certo para si, considere:

  • a formação e experiência,
  • área de atuação (coaching pessoal, coaching de carreira, coaching executivo, outro),
  • estilo de coaching,
  • princípios éticos que segue na sua prática,
  • personalidade e compatibilidade com seus objetivos e valores.

17. Porque escolher um coach profissional ICF?

Para alguém se tornar coach do ICF é preciso ter formação certificada. Assim, ao contratar um profissional ICF tem a garantia de que o coach teve uma formação de coaching adequada. E ao mesmo tempo, fica com a garantia que a sua prática está sujeita ao Código de Ética da ICF.

Um coach ICF atende a padrões de ética, competência e profissionalismo reconhecidos a nível internacional.

18. O que é a ICF e qual a sua importância?

A International Coaching Federations – ICF tem mais de 50.000 membros ativos em todo o mundo. Lidera o caminho em todas as áreas de coaching e está representada no nosso país – ICF Portugal. Diferencia-se pelo seu Código de Ética que, cria as diretrizes adequadas, responsabilidade e padrões de conduta aplicáveis para todos os seus membros.

O processo de Avaliação de Conduta Ética (ECR) da ICF assegura a recepção, investigação e resposta a:

  • eventuais reclamações sobre alegadas práticas antiéticas;
  • ou, sobre supostas violações do Código de Ética da ICF  por Membros da ICF e titulares de Credenciais da ICF. 
8 competências chave de um coach, de acordo com a ICF

Perguntas sobre o processo de coaching

19. Como vou saber se coaching é o que pretendo?

É importante que o cliente se identifique com o coach e se esclareça as suas dúvidas sobre o processo. Por isso, todo o processo de coaching deve ser iniciado com uma sessão exploratória – Sessão zero.

Nessa sessão, cliente e coach terão oportunidade de se conhecerem. O cliente vai poder partilhar os seus propósitos e dúvidas. O coach poderá esclarecer os aspetos relacionados com o coaching que pratica, e o respetivo processo. Esta será uma conversa que servirá de base para seguirem com um acordo de coaching que contempla várias sessões.

20. Quanto tempo dura um processo de coaching?

A duração vai depender do cliente e dos seus propósitos, podendo variar de escassos meses a um ano. A duração será influenciada pela complexidade das questões abordadas, dos objetivos, e da frequência das sessões. O mais vulgar é um acordo geral de coaching tenha entre seis e dez sessões, excluindo a sessão exploratória (sessão zero).

21. Para que serve um Contrato Geral de Coaching?

Um processo de coaching, contempla várias sessões e tem por objeto a intenção definida pelo cliente. Assim, é importante manter o foco nos objetivos que o cliente se propõe alcançar, e o contrato de coaching sela esse compromisso.

Assim, o acordo define as bases do compromisso (o objeto e a forma de funcionar) :

  • Qual o objetivo que o cliente se propõe alcançar;
  • Quais os seus indicadores de sucesso;
  • Quantas sessões terá o processo, e a sua duração. frequência;
  • Formas de funcionar;
  • Deveres e obrigações gerais do coach e do cliente.

22. Quanto tempo demora uma sessão de coaching?

A duração da sessão será acordada entre o cliente e o coach. Uma sessão de coaching pode ter uma duração entre 45-90 minutos. Isso vai depender do que for acordado, em função da complexidade do tema (pessoal, ou executivo). Na maioria dos casos, uma sessão dura 60 minutos.

23. Como é definido o cronograma das sessões?

O coaching é um processo de cocriarão entre coach e cliente. Assim, o agendamento das sessões (dia, hora, frequência) será combinado entre cliente e coach, mediante as normas que estabeleceram.

24. Quem define a agenda de cada sessão?

O coach não se preocupa com a agenda do cliente, e aborda cada sessão a partir da mentalidade de principiante. O tema para trabalhar em cada sessão é definido pelo cliente, sendo agenda uma escolha sua.

A melhor agenda costuma ser:

  • específica,
  • acessível,
  • estimulante,
  • voltada para o futuro
  • relacionada com o objetivo geral que o cliente escolheu para o acordo coaching.

25. O que esperar em uma sessão de coaching típica?

Numa sessão o que se pode esperar é uma conversa focada no cliente. O coach 

  • fará perguntas poderosas,
  • ouvirá atentamente,
  • desafiará crenças limitadoras,
  • fornecerá feedback construtivo
  • e, colaborará com o cliente para que este possa criar o seu plano de ação.

26. As sessões podem decorrer online?

As sessões podem ser presenciais ou online, isso vai depender do que for acordado entre o cliente e o coach.

O coaching presencial ocorre em um ambiente físico, enquanto o coaching online é realizado por meio de videochamadas ou outras plataformas virtuais. Ambos os métodos podem ser eficazes, mas a opção online oferece conveniência e flexibilidade adicionais.

Os clientes tendem a ver muitas vantagens na opção online. Porque, obtêm a mesma qualidade na interação, e economizam o tempo e o dinheiro das deslocações. Além disso, podem participar das sessão a partir do local da sua preferência.

27. Como posso medir o progresso?

Para possibilitar a medição e o acompanhamento do progresso, no início do processo o cliente vai ter oportunidade de:

  • escolher os seus objetivos,
  • e identificar os seus indicadores de sucesso.

É importante que desde o início fique claro como é que o cliente vai saber que alcançou as suas metas. Por isso, no acordo geral de coaching ficam registados os objetivos e os indicadores de sucesso definidos 

Dessa forma, o progresso pode ser medido através dos indicadores identificados pelo cliente, e podem ser os mais variados, por exemplo: 

  • alcance metas específicas,
  • elevação a autoconsciência,
  • melhoria da autogestão,
  • feedback de outras pessoas,
  • aumento da confiança,
  • capacidade de lidar com desafios de forma mais eficaz.

AGENDAR UMA CONVERSA

Todo o processo de coaching deve começar com uma sessão preliminar, a sessão zero. Se está pronto para iniciar a sua jornada de coaching, aproveite a oportunidade para agendar gratuitamente a sua sessão 0.

Tags: Coaching

ARTIGOS RELACIONADOS

Não foram encontrados resultados

Não conseguimos encontrar o que procura. Pode alterar o termo de pesquisa, ou usar os links de navegação para ir para outra página.

COMENTÁRIOS

0 Comentários

Deixe o seu Comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

QUERO SUBSCREVER
Newsletter

Junte-se à comunidade de leitores de Happy Flow. Receba em primeira mão as publicação do blog, dicas exclusivas e muito mais no seu E.mail.

Pin It on Pinterest